Resenha #18 – Menina Má – William March

Olá Tchucutchucus!

A resenha dessa vez será sobre esse livro, que ao mesmo tempo encantador, se torna assustador. Espero que gostem! Bora lá?

capa-menina-ma_02

 

 

Autor:William March

Editora: DarkSide Books

Páginas: 272

Tradução: Simone Campos

Gênero: Suspense Psicologico

Acabamento: Capa Dura

Classificação: 4/5

 

 

 

Sinopse: NASCEMOS TODOS INOCENTES E SOMOS CORROMPIDOS PELO MUNDO À NOSSA VOLTA? Ou será a maldade uma espécie de semente que carregamos dentro de nós, capaz de brotar mesmo na mais adorável das crianças?

Há 62 anos, um livro de suspense psicológico faria com que milhões de leitores discutissem apaixonadamente essa questão. Que livro era esse? MENINA MÁ, mais um clássico que a DarkSide Books desenterra para os fãs do que há de melhor, e mais sombrio, na literatura mundial.

(Fonte: DarkSide Books)

12804857_563588730466323_1955254879837015265_n

Depois de ler esse livro, só tenho uma coisa a dizer: Morro de medo de crianças! Não consigo me imaginar presa num quarto ou qualquer lugar que seja, com uma criança como essa. Acho que só com uma olhada, já me jogava no chão (sempre que sinto medo de algo, minha vontade é de me jogar no chão. É estranho, eu sei. É tipo naqueles filmes de terror que o cara, a coisa ruim, ou seja lá o que for, começa a correr atrás da vítima e o quê ela faz? Inventa de se enfiar no meio de uma floresta, numa mata, num beco, qualquer lugar que seja escuro, onde não há nenhuma pessoa que possa te ajudar. Tropeça, e em vez de levantar e sair correndo, continua caída pedindo clemência… Tá fazendo o quê, minha filha? CORRE! Mas é assim mesmo, cada um reagi de um jeito. Eu, nunca na vida, sou daqueles que estufam o peito e vão enfrentar o perigo. Se eu não estiver no chão paralisada, pode ver que eu tô correndo feito uma louca) rezando, pedindo perdão pelos pecados, é tipo: segura na mão de Deus e vai!

Ahh, ainda tem que ter a proteção da coberta. Só os medrosos sabem como uma coberta salva vidas haha.

tumblr_mt55ba7dt11ri8085o1_500

Se essa pessoa estivesse coberta, nada disso teria acontecido. Cruz credo, Deus é mais!

Eu era daquele tipo de pessoa que podia estar fazendo o calor que fosse, sempre estava toda coberta, deixava apenas um “buraco” pra colocar o nariz de fora e poder respirar ou então nos momentos críticos, nem colocava o nariz pra fora, sabe-se lá o que podia agarrar ele hahaha. Mas as vezes o medo era tanto que só a coberta não adiantava, então eu fazia uma “barricada” com travesseiros de um lado, porque do outro era sempre alguma parede (minha cama tinha que estar encostada numa parede) e aí, só assim eu podia dormir tranquila.

Não pensem que eu continuo assim, por favor! As vezes dá um medinho, (é, eu nunca fui muito corajosa 😦 ) mas nada demais. Quero dizer que consigo dormir destampada hahaha palmas pra mim, depois de tanto sofrimento, eu mereço, né gente?

Bom, acho melhor parar de falar sobre mim e meus medos, e começar a falar do livro. Talvez, se quiserem, eu faço um post contando toda minha trajetória haha.

Bom, lhes apresento:

555697f7c206a8207c22d3cfa9390dc1

   Rhoda Penmark, A adorável monstrinha perversa.

É basicamente aquele ditado: “Quem vê cara, não vê coração.” Considerada um exemplo de criança, Rhoda é educada, respeitosa, adorável, meiga, gentil, extremamente esforçada e dedicada, que encanta os mais velhos com tamanha sabedoria e inteligência para uma menininha de apenas 8 anos.

fkbwg00z

Porém, mesmo sendo tão “legal”, ela não tinha amigos de sua idade. Pelo fato de ter uma cabecinha tão desenvolvida, sentia que as outras crianças não estavam à sua altura. Não era como se as crianças corressem atrás dela para ter sua amizade, era bem o contrário. Muitos sentiam medo e se afastavam quando ela chegava. Bem, nunca se tem tudo na vida, não é?

Ela não é uma dessas crianças afetadas e neuróticas, que acreditam em tudo que ouvem e nunca têm um pensamento original na cabeça. Rhoda é senhora dos seus passos, e digo mais: toma as próprias decisões. Ela é um ser humano completo. Perto dela, os outros parecem burros e toscos.

Tempo vai, tempo vem, coisas ruins vão acontecendo. E percebendo a frieza da filha ao lidar com certas situações, a mãe começa a ficar preocupada com seu comportamento estranho e inapropriado para sua idade. E muitas vezes a aborda para tentar descobrir algo.

tumblr_muh2jzincx1ql4e6oo2_500

Christine não compreendia o fato de sua filha ser diferente de outras crianças e começa a pensar se havia feito algo errado durante sua educação, mas nunca conseguia uma explicação. Sofria com a ausência do marido, que devido ao trabalho, quase não ficava em casa, e por ter que passar por tudo aquilo sozinha.

Eu achei que conhecesse meninas más, mas você é a pior de todas.

Entretanto, questionamentos passados voltam, e quando as respostas vem à tona, novas preocupações surgem. O objetivo central de Christine, que antes era tentar entender o que havia de errado com a filha, passa a ser protegê-la de todos e das coisas que iriam enfrentar. Ela praticamente passa a viver em função da filha, tentando esconder seus crimes, e isso acaba fazendo com que ela passe a amar a filha de uma forma esquisita. Porém, a filha não demonstrava qualquer resquício de amor pela mãe.

tumblr_mdb3rimmt91ro2dwgo1_500

Saca só a cara da meliante.

Então, vendo que não podia fazer mais nada, Christine toma a grande decisão… Como será que ela irá resolver essa situação? E quanto aos crimes cometidos por Rhoda? Sairá impune?

Ler esse livro, foi uma experiência diferente. Pois psicopatia infantil não é um tema muito abordado, até mesmo nos dias atuais. Foi incrivelmente assustador acompanhar o quão ruim o ser humano pode ser. E depois de lê-lo, passamos a nos perguntar se é fruto da genética ou talvez devido a educação.

Um livro bem estruturado, cheio dos ” IH! E agora?”. Uma leitura rápida e super interessante.  Fiquei encantada com a capa do livro, DarkSide caprichou

Adicione no Skoob

E lembrem-se: cuidado com as crianças!

Até a próxima.

Um ‘chero no cangote’ de vocês!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s