Resenha #29 – A Rainha Vermelha – Victoria Aveyard

Oi gente! E aí?

Gente, e essa capa linda? Sou meio apaixonada por capas metalizadas, e quando vi esse livro, já coloquei na meta de leitura de 2017. Agora estou louca atrás das continuações!

download

 

Autora: Victoria Aveyard

Editora: Seguinte

Páginas: 424

Gênero: Ficção, Romance

Acabamento: Brochura

Classificação: 4/5

 

 

 

 

 

Sinopse: O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses.
Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso… Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho?
Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe – e Mare contra seu próprio coração.

a-rainha-vermelha

Confesso que após ter aquele pequeno surto com essa capa belíssima, me peguei meio desanimada com o começo. Vi todo aquele burburinho, elogios maravilhosos, booktubers falando que era bom demais e tal… E eu sempre pensando: é só isso mesmo?

Eu estava achando muito parecido com Divergente e A Seleção, e o desanimo foi só crescendo 😦 Mas não abandonei, porque vi elogios demais para ser só isso. Foi aí que o trem foi ficando bom! Gente, foi uma loucura atrás da outra!

“O mundo é prateado, mas também cinza. Não existem o preto e o branco.

O livro conta a história de Mare, uma Vermelha que vive no vilarejo de Palafitas, junto com sua irmã Gisa e seus pais. (Ela tem mais três irmãos, mas eles foram para guerra).

Os Vermelhos são as pessoas pobres, sem perspectiva de uma vida boa, e são subjugados pelos Prateados, a realeza, os ricos. Os Prateados têm poderes, se acham geneticamente melhores, superiores, e por isso eles “pisam” nos Vermelhos, que para eles, não passam de empregados ou soldados para morrer na linha de frente das batalhas.

“Precisei de toda a minha força para não pular em cima desses covardes que jamais estarão na frente de batalha ou enviarão seus filhos para o combate. A guerra prateada deles é paga com sangue vermelho.

Diferentemente de Gisa, que tem um talento excepcional em bordar (trabalho esse que ajuda a família sobreviver) Mare é especializada em roubar. Vive batendo carteiras e roubando moedinhas para dar para a família. Até que um dia, Kilorn, melhor amigo de Mare, é dispensado do serviço, sendo obrigado a se juntar ao exercito. (Que no caso dos Vermelhos, é o mesmo que uma sentença de morte). E isso acaba aumentando o ódio que Mare tem sobre a realidade do mundo em que vive, e claro, dos Prateados.

Mare então, como sempre tentando protegê-lo fará coisas que se arrependerá, e por conta das voltas do destino, acabará ficando entre os que mais odeia: a Corte Real.

Ao descobrir que mesmo sendo uma Vermelha, possui poderes únicos, Mare tentará lutar contra as injustiças que seu povo é acometido e se juntará a Guarda Escarlate, um grupo de vermelhos que lutam contra as desigualdades.

“Nos ergueremos, vermelhos como a aurora”

Ela descobre aliados, no mar de Prateados que a cerca, e isso dará forças para continuar (que pra mim, foram as melhores partes do livro).

“Pensar que todos os Prateados são maus é tão errado quanto pensar que todos os Vermelhos são inferiores.”

Achei o modo como à autora foi nos mostrando a história, bem legal. Eu lia um capitulo mais rápido que o outro para conseguir ver onde Mare ia parar, e foi bem divertido. Têm doses certas de romance, não chegando a ser só aquele açúcar e as partes de ação foram eletrizantes, (literalmente hihihi). E nem vou comentar nada sobre os príncipes Cal ( ❤ ) e Maven!

E o plot twist que a autora faz me deixou meio arrasada, poxa, não estava esperando mesmo! Mas acabou deixando aquele desespero de ler os próximos livros!

Uma coisa que merece destaque é a parte em que Mare está sendo ensinada sobre as Casas e os poderes que cada Prateado possui. Gostei bastante, e fiquei curiosa para saber mais.

a-rainha-vermelha-1

 

Adicione A Rainha Vermelha no Skoob

Beijinhos e até a próxima :*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s